Escritor enumera 100 maiores derrotas do Corinthians

No ano em que o Corinthians completa 100 anos, o escritor Sebastião Corrêa Porto resolveu enumerar o outro lado da história em seu livro “Prazer, adversário! Corinthians 100 anos: 100 derrotas implacáveis”, uma obra voltada para os anti-corinthianos e também para aqueles alvi-negros que sabem levar as coisas na esportiva, com bom-humor.

O autor afirma que o livro foi elaborado com “todo o prazer”, uma vez que  traz derrotas com novas informações e o ponto de vista de quem delirou com elas. Wanderley Nogueira entrevistou o autor no programa JP Online entrevista. Assista.


11 Comentários para “Escritor enumera 100 maiores derrotas do Corinthians”

  1. Maurício

    Esse autor é um palhaço. O timinho dele competará 100 anos em 2012, duvido que ele escreverá a respeito. Idiota!

  2. Alexandre

    Boa idéia, serve pra baixar um pouco a bola daqueles que não são mais torcedores e sim fanáticos, sairam do sadio para o doentio. E dá-le dá-le Santos !!!! Boa idéia do escritor, parabéns, comprarei seu livro! Já divulguei no face e twitter! rs rs rs

  3. edsonelias santista

    parabens escritor , quero comprar seu livro, e tambem doar para todos os corinthianos….desinformado…..

  4. edsonelias santista

    parabens escritor vou comprar seu livro com prazer…

  5. edsonelias santista

    so eles que sabem , e continua com esraarrogancia de compeao …so vontade

  6. Domingos

    Parabenizo ao escritor, infelizmente a maioria dos “curintianos” nunca vão saber disso, a não ser que alguém possa ler para eles.

    • Altair

      Meus parabéns, Domingos…
      Você que parabeniza “ao escritor”
      Até onde este corintiano aqui sabe, se parabeniza o escritor ou alguém…

      • José Carlos

        E Altair, que eu saiba o seu “se parabeniza” também está errado, pois não se inicia oração com o pronome reflexivo. O correto seria “…sabe, parabeniza-se o escritor ou…”
        Só podia ser “curintiano” mesmo, kkkkkkk

Deixe uma Resposta

*


© 2010-2013 - Wanderley Nogueira - Todos os direitos reservados